Ressurreição
Sábado 12 Agosto 2017 às 18:00
localização: Teatro de Vermelhos

Gustav Mahler (1860-1911)
Sinfonia nº 2 "Ressurreição"

Camila Titinger, soprano
Luciana Bueno, mezzo-soprano
Orquestra Jovem do Estado
Coral Jovem do Estado
Coral Juvenil do Guri
Cláudio Cruz, regente

 

ARTISTAS

Camila-Titinger-02.jpgUma das principais sopranos do Brasil, Camila Titinger venceu recentemente o 3º prêmio no Concurso de Ópera de Paris. Conquistou o primeiro lugar no 14º Festival Brasileiro de Canto Lírico no Maranhão (Maracanto) e foi a única brasileira selecionada nas audições realizadas no Brasil para o grande concurso internacional de canto lírico "Neue Stimmen" 2013 e em 2015, quando foi uma das 4 finalistas, na Alemanha. Foi vencedora do primeiro grande prêmio feminino no 13º Concurso Brasileiro de Canto Maria Callas. Em 2014 estreou no Theatro São Pedro interpretando Contessa de Almaviva na ópera “As Bodas de Fígaro” de Mozart e em no Theatro Municipal de São Paulo, interpretando Núria, na Ópera Ainadamar, de Osvald Golijov, Ainda em 2015 estreou no XIV Festival de Ópera do Theatro da Paz, em Belém do Pará, interpretando Leïla na Ópera Os Pescadores de Pérolas de Georges Bizet. Cantou a Sinfonia n. 2 de Mahler com a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Sinfonia n. 4 de Malher com a Orquestra Experimental de Repertório, D. Elvira em Don Giovanni no Festival de Bregenz, Austria e Condessa (Bodas de Fígaro) no Teatro de Toulon, França. Em abril de 2017 estreou no Teatro Real de Madrid cantando Bachianas Brasieliras nº 5 de Villa-Lobos. Camila participa  pela segunda vez consecutiva do festival VERMELHOS - Música e Artes Cênicas.

 

 

  

 

 

 

 

 

lu.jpgLuciana Bueno chamou a atenção do público quando venceu o tradicional concurso Jovens Solistas, promovido pela OSESP, cantando sob regência do maestro Eleazar de Carvalho. Desde então apresenta-se regularmente como protagonista de ópera ou solista em concertos nas principais casas de concerto e teatros do Brasil e é uma reconhecida e requisitada intérprete de Carmen (Bizet). Atuou nas óperas Don Giovanni, Il Barbiere di Siviglia, O Mikado, João e Maria, Os Contos de Hoffmann , Falstaff (Meg Page), Cavalleria Rusticana, Otello de Rossini , A Danação de Fausto, I Capuleti ed I Montecchi, La Cenerentola, Lady Macbeth de Mtzenski , Magdalena, de Villa-Lobos, O Menino e os Sortilégios, de Ravel ), The Turn of the Screw, de Britten e nas estreias mundiais das óperas brasileiras O Cientista, de Silvio Barbato, Poranduba, de Edmundo Villani-Cortes, O Menino e a Liberdade, de Ronaldo Miranda.Seu repertório sinfônico inclui participações como solista no Gloria (Vivaldi), Missa em Dó Menor (Mozart), Messias (Häendel), Requiem (Verdi), Missa em Dó Maior e Nona Sinfonia (Beethoven), Lobgesang (Mendelssohn), Sete Canções Populares (Manuel de Falla), além de recitais que incluem música brasileira e barroca. Apresentou-se na Royal Opera Canadá como Suzuki em Madame Butterfly e em produções de ópera no Teatro Alfa, Teatro Amazonas, Palácio das Artes, Theatro São Pedro, Teatro Guaíra, Theatro Municipal de São Paulo e Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 2010 estreou em Teatro Musical como Lady Thiang na peça O Rei e Eu sob direção de Jorge Takla. Faz sua estreia no festival Vermelhos em 2017.

 

 

 

claudio.png

Cláudio Cruz é o Regente Titular e Diretor Musical da Orquestra  Jovem do Estado de São Paulo. Ocupou o cargo de Spalla da OSESP entre 1990 e 2014. Tem atuado como Regente Convidado de orquestras como a Sinfonia Varsovia, New Japan Philharmonic, Hyogo Academy, Hiroshima Symphony, Svogtland Philharmonie (Alemanha), Jerusalem Symphony Orquestra de Câmara de Osaka, Orquestra de Câmara de Toulouse, Sinfônica de Avignon, Northern Sinfonia (Inglaterra), entre outras. No Brasil, regeu a OSESP, Sinfônica do Paraná, Sinfônica Brasileira, Sinfônica Municipal de São Paulo, Sinfônica de Porto Alegre, Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro etc. Participou de Festivais de Música no Brasil como Regente da Orquestra Acadêmica do Festival Internacional de Campos de Jordão em 2010 e 2011, e no exterior, do Festival de Verão da Carinthia (Áustria) e Festival Internacional de Música de Cartagena (Colombia) onde atuou como camerista e Regente Convidado da OSESP. Foi regente e diretor artístico da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto e da Orquestra de Câmara Villa-lobos. Cláudio Cruz foi premiado pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA), Prêmio Carlos Gomes, Prêmio Bravo, Grammy Awards entre outros. Apresenta-se pela segunda vez em Vermelhos, onde participou das edições de 2015 e 2016 do festival Vermelhos – Música e Artes Cênicas.

  

 

 

 

 

ojesp interna.jpg

A Orquestra Jovem do Estado tem como principal objetivo contribuir para o aprimoramento técnico e artístico dos estudantes de música que a integram, ajudando-os a se prepararem para a vida profissional. Teve como regentes titulares os maestros John Neschling, Diogo Pacheco, Bernardo Fedorowsky, Juan Serrano e João Maurício Galindo. Desde 2012 as temporadas da Orquestra Jovem do Estado têm contado com a presença de regentes internacionais como Frank Shipway, Rolf Beck, Wladimir Ashkenazy, George Stelluto, Bruno Mantovani e Guillaume Borgogne, e importantes solistas como , Arnaldo Cohen, Antonio Meneses, Eiko Senda, Emmanuel Strosser, Romain Guyot, Marc Coppey, Julia Thornton, Paulo Álvares e Philippe Bernold. A OJESP é gerenciada pela EMESP e Santa Marcelina Cultural. Apresenta-se pela segunda vez em Vermelhos, onde participou do festival Vermelhos 2016 – Música e Artes Cênicas.

Voltar

Programação

Sem eventos

Vermelhos 2017 - Música e Artes Cênicas
4 a 13 de agosto 2017

Teatro de Vermelhos e Anfiteatro da Floresta
Av. Governador Mário Covas Jr., 11.970, ILHABELA

Ingressos: R$ 10,00 a R$ 60,00
ingressorapido.com.br
pontos de venda em Ilhabela:
• Sergio Hett Imóveis
Rua Dr. Carvalho, nº 2 - Vila
•Via Marina Consult Imobiliários
Avenida Riachuelo, nº 6730 - Bexiga

CURADORIA Samuel Mac Dowell de Figueiredo, Éser Menezes
DIREÇÃO DE PRODUÇÃO Giane Martins
PRODUTORES Belliza Fortes, Marcia Carbone, Soraia Andriani, Thiago Soares.
COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Marison Polak
RECEPTIVO E COORDENAÇÃO DE VOLUNTÁRIOS Egberto Cunha
ASSESSORIA DE IMPRENSA Fernanda Thompson Estratégias
REDES SOCIAIS Carolina Camargo
DESIGN GRÁFICO np design - Nilton Prado

regua-vertical.jpg